28 de novembro de 2013

Isla del Rosario - Colômbia




As Ilhas do Rosario, pertencem ao Parque Nacional Natural Corais de Rosario e San Bernardo, junto ao Arquipélago San Bernardo. O parque reúne diversas ilhas e está aproximadamente a uma hora de lancha rápida ou duas horas e meia de barco da costa. Localizadas no sul do caribe colombiano, são conhecidas por lindas paisagens de águas transparentes.

Praia localizada próxima ao Oceanário
A maneira rápida de conhecer o local é o tour de um dia, que pode ser comprado diretamente em Cartagena. Caso você queira passar mais tempo em alguma das ilhas, deve contratar direto com o hotel (e com antecedência). Eu fiz o passeio de um dia em Rosario, mas fiquei hospedada na lindíssima Isla Barú (que comento aqui).

Apesar de Rosario ser um conjunto de ilhas, se você contrata esse passeio, é bom enfatizar que contempla apenas uma das ilhas (que é o local que comentarei aqui) e a Playa Blanca, em Barú. Ou seja, se quiser visitar outro ponto, como Isla Grande ou Isla del Pirata - que também fazem parte do arquipélago -, você deve procurar por um passeio específico.


Em Cartagena, o passeio sai do Muelle Turístico, que fica na avenida atrás da Torre del Reloj. Se você já estiver na cidade amuralhada, dá para ir a pé (caminhada de uns 10 minutos, no máximo). Se for direto do aeroporto, é possível ir de táxi por uns 20.000 pesos (uns 10 dólares ou 25 reais).
A opção mais comum é o passeio de lancha, mas existe também o tour com um barco mais lento, que dura duas horas e meia. Essa opção é um pouco mais barata, mas imagino que seja bem cansativa. Aconselho a optar pelo que eles vendem como "lancha rápida" - que é rápida mesmo, prepare-se para mais de 100 quilômetros por hora!
Eu fui pela empresa Delfines, mas acredito que todas sejam similares. O passeio custa 55.000 (uns 68 reais), então se alguém quiser vender por um valor muito mais baixo do que isso, desconfie. Já ouvi falar de pessoas que tiveram problemas com os passeios por lá, mas eu achei tranquilo.
Eu gostei bastante do passeio até a ilha, acho que já dá para começar a aproveitar na própria lancha. É muito bonito passar pelas pequenas ilhas da região e perceber as variações do mar, entre tons de azul e verde!

Uma das diversas ilhas do arquipélago



Oceanário










O passeio mais conhecido nas ilhas é a visita ao Oceanário. O local cobra 20.000 pesos de entrada (equivalente a uns 25 reais) e lá você pode observar alguns animais, como tubarão e golfinhos. Como "show de golfinhos" não é muito a minha cara, eu optei pela outra opção oferecida: praticar snorkelling numa ilha ao lado, a Isla Gloria (o custo foi de 25.000, mais ou menos uns 32 reais). Recomendo apenas para quem tem experiência, pois além de ter uma corrente forte, o local é fundo. Infelizmente, não consegui aproveitar muito. Devo assumir que fiquei receosa com a corrente.

Praia na Isla del Rosario
Caso você não tenha interesse em nenhuma dessas opções, é possível ficar em uma pequena praia ao lado do Oceanário. A areia é clarinha e a água é bem transparente, puxando para o verde claro. O local é muito bonito, mas se o objetivo for apenas praia, vale mais a pena ir para outra ilha menos disputada (pois o espaço ali é pequeno). Andando ali por perto, encontrei uma praia escondida entre algumas árvores. A cor da água tinha vários tons de azul claro. Lindo! Para mim, essas duas paisagens foram os melhores pontos da ilha - lugares, aliás, que nenhum guia turístico comenta.


Vista da lancha
Mesmo não aproveitando tanto o snorkelling (por falta de experiência minha), o passeio é muito bonito. A cor da água é incrível, mesmo em locais profundos. A foto ao lado, que tirei da lancha, foi em alto-mar e mesmo assim dava para ver muita coisa!
Em suma, recomendo o snorkelling para pessoas que já possuem certa experiência e a visita ao Oceanário, principalmente para quem está acompanhado por crianças. Para mim, só de ver essas paisagens e esse mar transparente, já valeu muito a pena!


Quantos dias ficar: Depende do quanto você gosta de praia e do que quer conhecer. Se o objetivo for somente visitar o Oceanário ou praticar snorkelling, dá para fazer o tour de um dia, saindo de Cartagena. Se quiser curtir a praia tranquilamente, fique pelo menos uns dois ou três dias!

- Onde ficar: As ilhas da região são inúmeras. As mais populares são Isla del PirataIsla del SolIsla Grande e Isla Múcura (essa última, para quem tem disponibilidade de ir alguns quilômetros mais longe da costa). A Isla Barú também é muito conhecida por lá, mas vou reservar um post inteiro para falar dela! A ilha onde está localizado o Oceanário, aparentemente, não oferece hospedagem.

- Transporte: Se prepare para contratar barcos para tudo o que quiser fazer. Dê preferências para lanchas, para economizar tempo. Caso fique hospedado em uma das ilhas, verifique o translado com o hotel, pois alguns locais são de difícil acesso.

- Como chegar: O Aeroporto Internacional Rafael Núñez, localizado em Cartagena, é o mais próximo. De lá, você deve ir até o Muelle Turístico de la Bodeguita - localizado próximo da Torre del Reloj, na Av Blas de Lezo -, pois é desse ponto que saem a maioria dos barcos da cidade. Se a intenção for permanecer em alguma das ilhas, reserve o barco antecipadamente com uma agência de turismo. Se a intenção for passar o dia, é possível comprar na hora, direto no Muelle. Geralmente as lanchas saem às nove horas da manhã, mas confirme com a empresa contratada.

- Moeda: Acho mais garantido levar peso colombiano. Alguns locais aceitam dólares, mas lembre-se que o câmbio em moeda estrangeira geralmente não é bom, principalmente em regiões pequenas.

Isla del Rosario
- Locais: Como comentei, um dos principais passeios é a visita ao Oceanário. Mas acho que o principal atrativo mesmo são as praias. A Isla Barú é a mais famosa de todas e realmente é incrível! Não tive tempo de conhecer a Isla Múcura, mas parece linda.

- Cuidados: Não conheci a ilha de forma profunda, mas pareceu bem seguro.

- Culinária: Pelo que pude perceber, muitas ilhas oferecem um cardápio parecido. Peixe, patacones (banana da terra amassada e frita), arroz de coco e salada. Diferente disso, só se for refeição oferecida por resort ou hotel.

- Preços: Não é barato. Tudo é cobrado e qualquer atividade custa, no mínimo, uns 30 ou 40 reais por pessoa. A hospedagem custa em torno de 800 a 1100 reais a diária (para dois) em um resort ou 90 por pessoa em uma "cabana" simples. A vantagem do resort é ter comida e bebida inclusa! Algumas ilhas, por serem realmente pequenas e não disponibilizarem de restaurantes, só oferecem a opção de resort, com tudo incluso (a Isla Múcura, por exemplo, só oferece opção de resort). No caso dos locais que oferecem cabana, 90 por pessoa não é tão barato quanto parece, afinal em muitas praias brasileiras é possível conseguir um bom hotel por uns 160 reais para dois - e, no caso da ilha, a hospedagem é bem simples.

Um comentário:

  1. Olá, gostei muito do seu relato!
    Estou pretendendo também passar alguns dias na Playa Blanca depois de ter visitado o centro histórico de Cartagena.
    Minha dúvida é sobre a bagagem. Eles permitiram que você levasse na lancha? E o transporte de ida e volta estava incluso no seu pacote ou vc pagou separadamente cada trajeto?

    Obrigada

    ResponderExcluir